tapaonline_festival

Repertório Online do Grupo TAPA

Grupo Tapa realiza mostra com clássicos de repertório com transmissão on-line direto do Teatro Aliança Francesa

A programação vai de 31/10 a 30/01 com uma peça diferente todo sábado transmitida ao vivo pela plataforma ZOOM.

SINOPSE

O Tapa é uma das maiores referências do teatro no Brasil com sua trajetória de mais de 40 anos nos palcos. Pela primeira vez em sua trajetória, o grupo encara o formato digital para apresentar a Mostra de Repertório On-line do Grupo TAPA no Teatro Aliança Francesa. As sessões serão transmitidas ao vivo pela plataforma ZOOM, de 31 de outubro a 30 de Janeiro, todo sábado, às 19h, com uma peça diferente a cada semana.

dialogos-sympla

 

A programação

O Encontro no Bar, de Bráulio Pedroso (1931-1990), com Brian Penido Ross, Clara Carvalho e Guilherme Sant’Anna no elenco, abre a programação no dia 31 de outubro.  Na trama, o dramaturgo mostra que é no horário vespertino que acontecem os encontros proibidos. A infidelidade tem hora marcada e não tem idade. As noites são reservadas para as famílias. O autor escreveu essa história após ver um casal de velhos no bar do Hotel Jaraguá, nos idos do século passado, naquela parte da tarde em que o estabelecimento está vazio e a única testemunha é um garçom solitário. Ambos vieram escondidos da família para uma transgressão maior que os outros pudessem supor. O espetáculo foi escrito nos anos 70 e, por ironia, era inédita até chegar à montagem com assinatura do TAPA.

 

No dia 7 de novembro, é a vez de Diálogo com os Personagens, de Luigi Pirandello (1867-1936), com Brian Penido Ross. Baseado em três contos do autor siciliano, em que ele reclama do assédio que sofre de seus personagens trazidos a seu escritório pela criada Fantasia, todos reivindicando um papel de destaque nas próximas novelas. Nesse encontro ele decide desenvolver a história da Senhora Frola e seu genro, o Senhor Ponza, que darão origem ao clássico Assim é Se Lhe Parece. Típico jogo metalinguístico do autor em que realidade e ficção se confundem, levando o espectador a indagar sobre a impossibilidade de determinar o que é a verdade, questão mais que atual em tempos de Fake News.

 

A programação continua uma comédia de Luigi Pirandello, Cecé, no dia 14 de novembro. O nome é um apelido de um desses lobistas conhecidos pelo diminutivo que intermedia através do tráfego de influência as altas esferas do poder. Apesar de escrita em 1910, a trama é adaptada para o Brasil de hoje e tem no papel título André Garolli, além da presença de Antoniela Canto e Riba Carlovich.

 

Para o diretor, “Diálogo Com Os Personagens reflete bem esse momento da pós-verdade, onde a verdade está em xeque. Já Cecé é colocado no contexto de Brasília e se concentra na figura do lobista. Qualquer semelhança não é mera coincidência com a realidade sofrida pelo país, esses autores clássicos continuam conversando bem com os nossos dias”.

 

Dia 21 de novembro, o repertório viaja da Itália para a França com Uma Aventura Parisiense, de Guy de Maupassant (1850-1893), com a atriz Denise Weinberg, uma das fundadoras do grupo, onde permaneceu por mais de 20 anos. O espetáculo conta a história de uma dona de casa provinciana que sonha com a vida na capital – a Paris da Belle Époque – e evidencia o humor corrosivo de um dos maiores contistas da literatura ocidental. “A relação com a Denise é um eterno revival, sempre estamos com algum trabalho juntos, o último foi As Criadas, de Jean Genet, em 2015. Uma Aventura Parisiense traz uma verdadeira radiografia da alma feminina”, enfatiza ao diretor.

 

Dia 05 de dezembro, encerramos 2020 com “As Portas da Noite”  uma recriação da coletânea de poemas e canções de Jacques Prévert, produzida pelo Grupo TAPA em 1992, roteirizado e dirigido por Eduardo Tolentino de Araujo, com Walderez de Barros e o pianista Guga Petri. Fragmentos do roteiro original e algumas novidades compõe essa versão On-line adaptados para a nova plataforma. Poeta, compositor, roteirista de cinema, Prevért é um artista múltiplo que transitou entre o Surrealismo e o Existencialismo com uma vasta obra temática, um desafio para equipe criadora e um momento especial na carreira de Walderez que com esse espetáculo mostra talentos inesperados como o de cantora. Concebido para 40 espectadores que sentavam no palco da Aliança Francesa, ambientada como cave dos anos 40, a produção on-line rompe os limites do palco italiano, sem perder a intimidade que tanto encantava as plateias pela proximidade entre o público e a atriz que podem ser resgatados pela invasão provocada pela câmera. Os palco da Aliança Francesa abre as cortinas para era cibernética com um dos seus autores icônicos.

 

aventura-sympla

 

Em 2021 a mostra volta com mais três peças:

Vidas à Margem – autoria Grupo Tapa com Flávio Tolezani e Natália Gonsales

O sonho americano desfeito em um país que divide os cidadãos em vencedores e perdedores sem que haja uma segunda chance para os deserdados é o fio condutor de “Vidas à Margem”, uma criação do Grupo TAPA inspirada em temas recorrentes na dramaturgia americana do século XX. Um homem e uma mulher enfrentam a difícil relação entre seres expelidos do sistema. O título faz uma brincadeira paródica com “À Margem da vida” na tradução absurda feita no Brasil para “Zoológico de vidro” de Tennessee Williams. A vida boêmia, as incertezas materiais de uma carreira artística geram distintas possibilidades de fuga da realidade por um jovem casal. Um mergulho na alma masculina e feminina diante da adversidade.

 

O Urso de Anton Tchekhov com Brian Penido Ross, Camila Czerkes e Dalton Vigh

“O Urso” é uma deliciosa comédia curta de Tchekhov anterior às grandes peças que consagraram o autor russo. Mestre das narrativas curtas, Tchekhov já era famoso por seus contos quando começa a afiar suas ferramentas na dramaturgia através de pequenos vaudevilles que já trazem em si o aspecto patético das relações humanas. Uma jovem viúva recolhida em sua propriedade enquanto observa o luto recebe a inesperada e intempestiva visita de um proprietário de terras vizinho que veio cobrar dividas contraídas pelo falecido marido. A tensão entre os dois intermediada por um velho criado adquire alta voltagem na medida que as máscaras caem.

Despedida de solteiro de Arthur Schnitzler com Antoniela Canto, Adriano Bedin, Ariel Cannal e Bruno Barchesi

“Despedida de solteiro” é uma das peças curtas que integra o ciclo “Anatol” desenvolvida por Arthur Schnitzler entre 1882 e 1892 sobe as aventuras e desventuras de um namorador contumaz. Com sólida carreira na medicina, o autor não podia esperar que seus textos escritos como exercícios dramatúrgicos fizessem tanto sucesso, rendessem toda uma série e lhe abrissem as portas para ser tornar um dos expoentes da literatura ocidental. “Despedida de solteiro” foi um dos sete textos da coletânea que o Grupo TAPA montou em 2018 e que agora chega ao seu repertório on-line. Cada episódio tem vida própria tendo como elementos comuns Anatol e seu amigo e alter ego Max. Nessa curta história, o protagonista se vê em apuros no dia do seu casamento quando uma conquista da véspera acorda no seu quarto e se recusa a ir embora.

22f3cff1-29ef-46ef-8073-376efb445b5d

SERVIÇO

Repertório Online do Grupo TAPA

De 31 de outubro a 30 de Janeiro – Sábados, às 19h

 

Próximas Peças:

 

16 de Janeiro  Vidas à Margem 

com Flávio Tolezani e Natália Gonsales

23/01 – O Urso

com Brian Penido Ross, Camila Czerkes e Dalton Vigh

30/01 – Despedida de Solteiro

com Antoniela Canto, Adriano Bedin, Ariel Cannal e Bruno Barchesi

 

Espetáculos Anteriores:

 

31 de outubroO Encontro no Bar, de Bráulio Pedroso

Com Brian Penido Ross, Clara Carvalho e Guilherme Sant’Anna

 

7 de novembro – Diálogo com os Personagens, de Luigi Pirandello

Com Brian Penido Ross

 

14 de novembroCecé, de Luigi Pirandello

Com André Garolli, Antoniela Canto e Riba Carlovich

 

21 de novembroUma Aventura Parisiense, de Guy de Maupassant

Com Denise Weinberg

 

28 de novembro – A Penteadeira, Textos de Guy de Maupassant, Arthur Schnitzler e João do Rio

Com Bruno Barchesi e Camila Czerkes

 

05 de  dezembro – As Portas da Noite, de Jacques Prévert

Com  Walderez de Barros

 

 

 

Ficha Técnica:

REPERTÓRIO ONLINE DO GRUPO TAPA

Direção: Eduardo Tolentino de Araujo.  Elenco: Adriano Bedin, André Garolli, Antoniela Canto, Ariel Cannal, Brian Penido Ross, Bruno Barchesi, Camila Czerkes, Clara Carvalho, Dalton Vigh, Denise Weinberg, Guilherme Sant’Anna, Riba Carlovich e Walderez de Barros. Fotos: Ronaldo Gutierrez. Captação de Áudio / Vídeo e Fotografia da Transmissão: Gito Fernandez. Operação de Áudio: Lucas Bulhões. Assessoria de Imprensa:
Adriana Balsanelli e Renato Fernandes. Assistência de Produção: Natália Beukers. Produção Geral:
Ariel Cannal.

 

 

INGRESSOS

Venda ingressos e acesso à transmissão: sympla.com.br/teatroaliancafrancesaonline

Especificação técnica: baixar o aplicativo Zoom, preferencialmente no PC ou notebook. Também é possível assistir por tablet, celular ou emparelhamento com Smart TV.

 

Ingressos: R$ 20 (Ingresso único), R$ 35 (SOS TAPA), R$ 50 (SOS TAPA) e R$ 100 (SOS TAPA).

Especificação técnica: baixar o aplicativo Zoom, preferencialmente no PC ou notebook. Também é possível assistir por tablet, celular ou emparelhamento com Smart TV.