Diálogos Transversais #03 – Arte e/é Poder

A terceira edição de Diálogos Transversais conta com a presença do cineasta especializado em filmes de arte, François Lévy-Kuentz, e do diretor de cinema Fernando Leal, debatendo sobre um tema quente e bastante discutido ultimamente, a Arte.

SINOPSE

logodebate

A Aliança Francesa de São Paulo organiza o projeto Diálogos Transversais com o objetivo de cruzar visões e conhecimentos de especialistas franceses e seus pares brasileiros. Os encontros abordam temas atuais no Brasil e no mundo, como a crise de refugiados e a gestão de ações culturais no design e museografia.

A terceira edição de Diálogos Transversais acontece no dia 24 de outubro e traz um tema quente e bastante discutido ultimamente: Arte. O diálogo será entre François Lévy-Kuentz, cineasta especializado em filmes de arte, e Fernando Leal, diretor de cinema e roteirista. Ambos, mergulhados no fazer artístico, tomam o microfone depois da exibição de “Quando a arte toma o poder”, documentário sobre a apoteose artística dos anos 60, dirigido pelo próprio François Lévy-Kuentz.

 

 

SOBRE O FILME « Quando a arte toma o poder »

Um produto puro dos anos 60, o movimento chamado “Figuração Narrativa” tem suas raízes na altamente politizada França Gaullista no início da década de 1960, na qual ideologias polêmicas e rupturas estéticas levaram à convulsão social de maio de 68. Vindos de toda a Europa, os artistas que se juntaram a este movimento expressaram as preocupações do seu tempo colocando as questões políticas e sociais no centro da sua arte. Ao romper com a abstração lírica dominante de seus dias, esses artistas se inspiraram nas artes gráficas, como histórias em quadrinhos, cinema e fotografia. Dois filmes, cada um com 26 minutos de duração, se concentram no clímax de 1968 e contam as histórias de pessoas excepcionais que amaram, lutaram, cometeram erros, traíram e realmente viveram. Ao alternar entrevistas exclusivas de inúmeros artistas com imagens de arquivo oficiais e pessoais, este documentário nos permite entender o que motivou e inspirou esses artistas e como eles viam o mundo.

O diretor François Lévy-Kuentz dirigiu para o RMN ‘Yves Klein e a Revolução Azul’ (Prêmio para o melhor retrato no 25º FIFA 2006 e Primeiro Prêmio no Milan Doc Festival 2007) e ‘Chagall, para a Rússia, os anos e os outros’ (Grand Prix Fiat GLS Award 2004 e Prêmio no Festival Internacional de Cinema da Arte da Unesco 2004).

 

BIOGRAFIAS

François Lévy-Kuentz

François Lévy-Kuentz estudou cinema na Sorbonne Nouvelle com Serge Daney, Alain Bergala, François Jost e Alain Fleischer. Começou sua carreira como diretor assistente de filmes documentários e de ficção, principalmente com Marcel Bluwal, Claude Chabrol, Christian de Chalonge, Victor Vicas e seu pai, Edmond Lévy.

François assinou seu primeiro filme sobre arte em 1989, com Man Ray, 2bis rue Férou, inaugurando uma paixão que ele continuará a desenvolver em todos seus filmes. Trabalhou três anos para a revista Ramdam (1990-1993) e dirigiu cinquenta filmes que retratam pintores, escultores e escritores, incluindo: Matta, Étienne Martin, Robert Doisneau, Leonor Fini, Michel Blazy Combas, Claude Simon, Bernard Nöel…  colaborou em vários programas de televisão como L’Atelier 251 ou Le Cercle de Minuit (France 2), para o qual produziu perfis de personalidades (Eduardo Arroyo, Jean Le Gac, Christian Boltanski, Vernant).

Desde 2000, François Lévy-Kuentz se dedica principalmente ao seu trabalho de documentarista e filma grandes monografias sobre a arte: Pascin, Chagall, Yves Klein, Calder, Mondrian, Dali, bem como filmes sobre os movimentos pictóricos tais como Figuração narrativa ou impressionismo. Estas monografias de artistas, co-escritas com seu irmão Stéphan Lévy-Kuentz, são produzidas para a France Télévisions ou Arte, e transmitidas no mundo todo, sendo premiadas em vários festivais e exibidas em centros de arte, institutos franceses, acompanhando regularmente exposições em museus internacionais.

Fernando Leal

Formado em cinema pela Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP) em 1993, o diretor Fernando Leal trabalhou no mercado publicitário, em longas metragens e em produções independentes até 1997, quando migrou para a televisão onde começou a dirigir. Nos anos 2000, fundou o Núcleo de Teledramaturgia de Rede Record e em 2002 desligou-se da TV retornando ao cinema. Desde então tornou-se professor e criou um método de interpretação o qual ele ministra em curso próprio. Nos últimos anos, ele dirigiu mais três curtas – ‘Gosto de Cordite‘, ‘Sorte e Fortuna’ ‘A Ordem do Caos… Ou’ – os quais participaram do Festival de Cannes. Atualmente Fernando Leal está envolvido na produção do seu primeiro longa metragem. Sem pertencer há nenhuma turma de cinema, busca seu próprio caminho mantendo-se fiel a si mesmo.

 

SOBRE A TICKET, GRUPO EDENRED

Presente no Brasil desde 1976, a Ticket conquistou a liderança histórica do setor de refeição-convênio, com o Ticket Restaurante, primeiro benefício brasileiro de alimentação ao trabalhador no Brasil e que nasceu no mesmo ano que o Programa de Alimentação do Trabalhador (PAT), do Ministério do Trabalho. Nestes 41 anos no País, a empresa é quem possui a maior rede de adquirentes atualmente no mercado (Rede, Cielo, Getnet, PagSeguro, Elavon e Stone) e ampliou seu leque de atuação, com o lançamento de produtos e serviços inovadores e pioneiros nos segmentos de alimentação, transporte, cultura e premiação. Com abrangência nacional, são mais de 70 mil empresas clientes, mais de 5 milhões de usuários e mais de 320 mil estabelecimentos credenciados. A Ticket é parte do Grupo Edenred, líder mundial em soluções transacionais para empresas, empregados e comerciantes.

Lei Federal de Incentivo à Cultura
Patrocínio Premium: Edenred/Ticket
Patrocínio: Société Générale
Realização: Aliança Francesa, Festival Varilux de Cinema Francês, Ministério da Cultura – Governo Federal

SERVIÇO

Diálogos Transversais da Aliança Francesa
Dia 24 de outubro
Às 19h

19h – Exibição do Filme “Quand l’art prend le pouvoir” (Quando a arte toma o poder) – 52min, legendas PTBR, áudio FR.

20h – debate com FRANÇOIS LÉVY-KUENTZ e FERNANDO LEAL

Com tradução simultânea (Francês-Português e Libras)

 

 

Teatro Aliança Francesa
Rua General Jardim, 182 (próx. Metrô República)
Informações: 11-3572.2379

INGRESSOS

Entrada gratuita
Retirada de ingressos 1h antes na bilheteria do teatro.
Com tradução simultânea (Francês-Português e Libras)

RETIRADA DE INGRESSOS A PARTIR DAS 18H NO DIA DO EVENTO | 2 INGRESSOS POR PESSOA